30 de abr de 2011

DEFESA: A SHORT-LIST DO MMRCA



AUTOR: FRANCOORP

Caros amigos, segundo a DECCAN CHRONICLE vemos que o MMRCA entra em sua reta final onde dois são os finalistas, o Rafale e o  EF-2000. E vemos também que a pròpria SAAB ja admitiu a DERROTA e desqualificação na concorrência, juntamente com todos os outros concorrentes.

Ja a algum tempo eu postava por ai que o Rafale tinha grandes possibilidades na competição Indiana, e agora as minhas lógicas dedutivas são confirmadas, o Rafale entra na Final e ainda por cima como Favorito!!!

Isso significa muitas coisas para nós brasileiros, principalmente no caso de que seja realmente o Rafale o escolhido na Índia, se isso se confirmar teremos mais algumas centenas de unidades encomendadas desta aeronave o que aumenta a escala de produção e baixa os custos de compra e manutenção, nesta ultima devido ao maior numero de peças de reposição e componentes varios. Esta é uma lei da produção industrial e do capitalismo, quanto maior a produção menor o custo, e quanto maior a oferta do produto no mercado menor o preço.

Veja abaixo uma minha analise postada no Cavok em 02/02/2011, que confirma os meus raciocínios a respeito:



Link: Cavok

E para o nosso FX2 brasileiro, ao contrario do que alguns torcedores dizem por ai, uma vitória na Índia traz  implicações profundas, técnicas e sérias para o nosso programa de re-equipamento das forças armadas.

Primeiro tem o caso que se o Rafale for mesmo o escolhido da IAF, deveria também ser o escolhido da FAB, pois assim a nossa força contaria com a operatividade da aeronave em três grandes forças aéreas, e contando assim com varias centenas de aeronaves, por exemplo as encomendas do Rafale pela França é oficialmente de 286 Unidades, a Índia poderia encomendar mais 126 unidades, e o Brasil inicia com 36 e se DEUS QUISER e os POLITICOS DEIXAREM iremos para as tão badaladas 120 unidades no FX2... isso mata a pau a concorrência, e o melhor de tudo é que seria próprio um caça acusado de não vender pra ninguém que faria isso, matando a cobra e mostrando o pau!!!



O ponto agora é saber se o Governo Federal do Brasil vai escolher antes dos Indianos baterem o martelo... por mim deveria fazer antes, pois assim aumentando ainda mais as chances do Rafale vencer na Índia e também ir aumentando a luz destes fatores positivos para todos os envolvidos no programa Rafale aos olhos dos indianos.

Um dos pontos mais interessantes de toda essa concorrência da Índia é que eles escolhem os equipamentos militares de acordo com sua capacidade real de combate, testada por eles mesmo visando suas prioridades, riscos de embargos, sendo que isso minaria a capacidade de resistência do país, tudo isso pois, ao contrario do Brasil, os Indianos tem inimigos reais à sua volta, inimigos armados e potentes, que não pensariam duas vezes antes de cancelar-los do mapa. O que demonstra que cometer erros na escolha do melhor equipamento na defesa nacional pode custar caro, principalmente erros de escolha política, o que vemos que a Índia a muito tempo não comete tais erros, onde a política escolhe o que é melhor para a defesa nacional, naquele país sem aval dos militares que testam as capacidades das plataformas e armas a política não escolhe, o que evidencia as capacidades dos dois finalistas, o Rafale e o EF-2000, e demonstrando também que o Brasil acertou em colocar o Rafale no páreo, pois se não tivesse capacidade de defender os indianos em guerra real não entraria de nenhuma forma na "Finalissima", nem mesmo com pressão de Lobbystas.

Mas a Índia não é uma nação isolada do mundo, somente que os políticos escolhem depois dos militares, e de agora pra frente vemos que contará muito a Geo-política e a barganha, as compensações e a geração de empregos, a transferência de tecnologia e a nacionalização de componentes, e principalmente OS PRECEDENTES dos fornecedores com a Índia, e neste quesito vemos que a França parte disparada na frente graças aos Mirage 2000 que combateram pesadamente nas terras do Kashimir(na província de Kargil) e agora estão sendo modernizados mesmo com a Índia possuindo já um caça nacional na mesma categoria, o Tejas, isso sim é  UM BOM PRECEDENTE!! Poderiam abandonar os Mirage 2000 e investir os 1,2 Bilhão de Euros na produção do Tejas que ja foi homologado, mas decidiram continuar com os Mirage operativos por mais algum tempo, e lembramos que o Rafale possui semelhanças de utilização com os caças Mirage 2000 na parte de manutenção, como disseram as fontes da IAF à Deccan Chronicle. Os franceses também tem ótimas relações diplomáticas com a Índia, muitos investimentos na area civil, mas em valores absolutos menores que os concorrentes da Grã Bretanha, isso vai fazer a disputa ficar cada vez mais acirrada nos bastidores...



Outro ponto interessante é que os indianos não medem esforços econômicos para defender seu povo de qualquer ameaça que seja, vemos que preferem pagar altos custos na variedade dos meios do que ficar contando "moedinhas" para baixar os custos de manutenção e operatividade e inventando novas doutrinas para padronizar tudo e ficar na mão de um único fornecedor, mesmo porque se perdem uma guerra para nação inimiga não existe mais o que os políticos justificarem, então melhor investir agora do que tentar remediar.

 Eu pessoalmente prefiro o modelo de defesa aérea indiano ao nosso neste ponto vista da economia, pra mim deveríamos ter um caça leve derivado de um projeto nacional (Eles tem o Tejas), um caça médio em joint-venture, que a essa altura deveria ser o mesmo que o deles, e um caça pesado de um outro fornecedor, com os acordos muito parecidos com o que eles tem com os Russos sobre as plataformas da familia Sukhoy. E lembro aqui que o PIB indiano é menor que o nosso, mas eles investem muito mais, isso é uma questão de vontade política nada mais!!!

Outra grande lição que temos a aprender com a Índia é a questão de reduzir os riscos de embargos de armas dos fornecedores, certo que os custos aumentam , mas se com uma economia menor que a nossa eles conseguem, nós também podemos.... a Índia tem a decisão estratégica de variar os fornecedores militares para reduzir o impacto de embargos contra os seus interesses estratégicos, esta mentalidade e posição firma poderia muito bem ser adotada pelo Brasil também, onde quem embargou ou cometeu algum desvio de conduta conosco ficaria completamente fora das nossas forças armadas. O ponto é que pra isso serve um tipo de arma que os Indianos possuem, as armas nucleares, pois sem elas em nossos depósitos cobrindo os nossos "Não" fica difícil poder resistir à pressões ou até mesmo a ameaças, até mesmo que dos chamados "Países Amigos".


Mas o que pode realmente significar esta decisão é o FIM DO PROJETO DO GRIPENNG, pois se este projeto não emplaca rapidamente ficará muito difícil encontrar um país financiador para que o projeto termine, e se isso não fosse o bastante, tem o fator que este país que entre de cabeça no programa será também o primeiro comprador que da respiro à um inicio de linha de produção na Saab, sendo que nem mesmo a Suécia decidiu entrar completamente no programa pois vemos que estão procurando "Parceiros" por todos os lados, e nem mesmo existe uma previsão de encomenda deste modelo para a sua Força Aérea... e encomendas são fundamentais para que possa manter um preço mínimo razoável e a verdadeira  implantaçào do projeto, e de conseqüência ser competitivo no mercado internacional, o que não será fácil vendo que em sua categoria a concorrência é grande com os F-16, J-10, J-17, e possivelmente até mesmo o Tejas dentro de algum tempo, se é que esta já não foi a primeira derrota do GripenNg para o Tejas... a refletir.

Se a treinada e moderna Força Área da Índia recusou o programa GripenNG, outras forças não deixarão de considerar isso em sua contas... pois todos os países do mundo observam com muito cuidado o que se passa nestes meios militares de escolha de plataformas da armas, o que pode dificultar as coisas para o programa GripenNG.



Quanto aos demais concorrentes vemos que seguem suas vidas, o MIG-35 ainda pode ser o ponto de referencia para a modernização dos MIG-29, mesmo que vender MIG-35 novinho em folha parece ser improvável pelos próximos anos, mas alguns cliente dos 29 poderiam muito bem escolher a substituição completa da frota pelos 35.

O programa do F-18 ja está no fim da vida, e foi um sucesso de produção, mas tem mais a realidade de que em breve será completamente substituído pelos F-35, e o programa ja deu o que tinha que dar, mesmo que seja muito aquém as exportações do modelo em comparação com o mercado interno, que conta com a USNavy. E a escolha das suas turbinas para o Tejas foi decisiva para a sua desclassificação, pois como vimos antes, o fornecedor na mentalidade de defesa indiana deve ser variado, e aqui o fornecedor já possui um contrato muito grande e estratégico na defesa aérea da Índia.

O F-16 também não tem muitas ambições para o futuro, às exceção de algumas exportações que ainda poderiam aparecer por ai, principalmente na América Latina onde vemos que os F-5 estão cada vez mais velhos e cansados... e o F-16 ja teve uma linha de produção magnífica e até hoje vemos que estes vetores são espetacularmente bem aceitos e válidos nas forças aéreas do mundo todo, mas é fim de carreira pra ele também, os F-35 visam pegar o seu lugar por ai muito em breve.

Vemos que com esta decisão da Short List Indiana quem arrisca o pescoço mesmo é o GripenNG que tem muitas pretensões para o futuro, e entre os caças que disputam o nosso FX2 ele era o mais badalado na mídia popular, virando até mesmo uma espécie de bandeira da liberdade e de oposição ao governo, e vemos que no fim, em um país que se preocupa realmente com a sua segurança nacional e que deve vencer inimigos reais, fortes e potentes, nada disso que a mìdia-BR falou contou realmente, ficando a verdadeira capacidade de combate a prevalecer, e também demonstra a todos que a estrada fica cada vez mais escura para esse programa, e a luz no fim do túnel ainda não brilhou... se é que vai brilhar um dia, ficamos a conferir!! Melhor raciocinar do que cair na presa dos pregadores de ódio por ai!!

Bem, agora é esperar o resultado final, POIS AINDA NAO ACABOU, e se a Índia escolher o EF-2000 o Brasil poderia ficar sozinho com Rafale, o que não é nada negativo vendo que este vetor conseguiu chegar na reta final da MMRCA superando os outros dois rivais de FX2, o F-18 SH e o GripenNG, é moderno, testado em combate, e temos ainda por cima uma aleanza estratégica com o seu paìs fabricante, o que melhora a coisa como um todo, e se é pra ter poder de fogo real e escapar dos sólitos e contínuos embargos em mudança de Lua por ai, melhor que venha o Rafale mesmo que seja somente entre nós e a França a operar-los.

E hoje o mundo sabe que depender de potências hegemonicas como os USA e Russia pode custar muito caro para sua segurança, assim nações emergentes passam a ver com bons olhos as potências de média grandeza, como a França e a Grà Bretanha, mesmo porque com estas nações "menores" o poder de barganha dos emergentes é maior do que com os gigantes... o mundo está realmente mudando, e vemos que pra melhor!!

Valeu!!

16 de abr de 2011

BRICS: A declaração de Sanya.



Uma das mais importantes declarações da Geopolítica dos Últimos tempos foi a Declaração dos países BRICS na cidade chinesa de Sanya. Como a democrática imprensa nacional deu pouco espaço para a integralidade e importância do documento destacando e dando somente alguns segundos sobre os pontos principais, eu a coloco na integra aqui no Blog do Francoorp.

O poder no mundo está mudando e quem ainda não entendeu e vive nos equilíbrios do passado pode ser pego de surpresa...

Para o texto em inglês ABRA O LINK ABAIXO:

FULL TEXT SANYA



Declaração de Sanya:

1. Nós, os Chefes de Estado e de Governo da República Federativa do Brasil, da Federação Russa, da República da Índia, da República Popular da China e da República da África do Sul, reunimo-nos em Sanya, Hainan, na China, para a Reunião dos Líderes do BRICS em 14 de abril de 2011.

2. Os Chefes de Estado e de Governo do Brasil, Rússia, Índia e China expressam sua satisfação com o ingresso da África do Sul no BRICS, e registram sua expectativa de reforçar o diálogo e a cooperação com a África do Sul no âmbito do Fórum.

3. É o forte desejo comum por paz, segurança, desenvolvimento e cooperação que uniu os países do BRICS, com uma população de cerca 3 bilhões de cidadãos de diferentes continentes. O BRICS visa a contribuir para o desenvolvimento da humanidade e para o estabelecimento de um mundo mais justo e equânime.

4. O século XXI deve ser marcado pela paz, harmonia, cooperação e desenvolvimento científico. Sob o tema “Visão Ampla, Prosperidade Compartilhada”, conduzimos discussões francas e aprofundadas, alcançando abrangente consenso sobre o fortalecimento da cooperação no BRICS, bem como sobre a promoção da coordenação em questões internacionais e regionais de interesse comum.

5. Constatamos que o BRICS e outros países emergentes têm desempenhado importante papel, ao contribuir de maneira significativa para a paz mundial, a segurança e a estabilidade, ao impulsionar o crescimento econômico global, ao reforçar o multilateralismo e ao promover maior democratização das relações internacionais.

6. Nos planos econômico, financeiro e de desenvolvimento, o BRICS é uma importante plataforma de diálogo e cooperação. Estamos determinados a reforçar a parceria BRICS para o desenvolvimento comum e a avançar, de forma gradual e pragmática, a cooperação intrabloco, refletindo os princípios de transparência, solidariedade e assistência mútua. Reiteramos que essa cooperação é inclusiva e sem elemento de confronto. Estamos abertos a um crescente engajamento e cooperação com terceiros-países, em especial os emergentes e em desenvolvimento, assim como organizações internacionais e regionais.

7. Compartilhamos a visão de que o mundo está passando por amplas, complexas e profundas mudanças, marcadas pelo fortalecimento da multipolaridade, pela globalização econômica e pela crescente interdependência. Ao enfrentar esse ambiente global em transição e uma infinidade de ameaças e desafios globais, a comunidade internacional deve unir esforços para fortalecer a cooperação em benefício do desenvolvimento comum. Com base em normas universalmente reconhecidas pelo direito internacional e com espírito de respeito mútuo e decisão coletiva, a governança econômica global deve ser reforçada, a democracia nas relações internacionais deve ser estimulada, e a voz dos países emergentes e em desenvolvimento deve ganhar maior ressonância nas relações internacionais.

8. Manifestamos o nosso forte compromisso com a diplomacia multilateral, com a Organização das Nações Unidas desempenhando papel central no trato dos desafios e ameaças globais. Nesse sentido, reafirmamos a necessidade de uma reforma abrangente das Nações Unidas, incluindo seu Conselho de Segurança, para assegurar maior eficácia, eficiência e representatividade de modo a que possa melhor enfrentar os desafios globais da atualidade. China e Rússia reiteram a importância que atribuem a Brasil, Índia e África do Sul em assuntos internacionais, e compreendem e apóiam sua aspiração de desempenhar papel mais protagônico nas Nações Unidas. (Ênfase minha, PHA)

9. Destacamos que a presença simultânea dos cinco países do BRICS no Conselho de Segurança durante o ano de 2011 oferece valiosa oportunidade de se trabalhar de forma conjunta e estreita sobre questões de paz e segurança, com vistas a reforçar as abordagens multilaterais e a facilitar futura coordenação sobre temas da agenda do Conselho de Segurança da ONU. Manifestamos nossa profunda preocupação com a turbulência no Oriente Médio, no Norte e no Oeste da África e desejamos sinceramente que os países afetados alcancem paz, estabilidade, prosperidade e progresso e que recuperem sua posição e sua dignidade no mundo de acordo com as legítimas aspirações de seus povos. Compartilhamos o princípio de que o uso da força deve ser evitado. Afirmamos que a independência, a soberania, a unidade e a integridade territorial de cada nação devem ser respeitadas.

10. Desejamos dar continuidade a nossa cooperação no Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre a questão na Líbia. Concordamos que todas as partes devem resolver suas divergências por meios pacíficos e pelo diálogo com a ONU e organizações regionais competentes desempenhando os papéis que lhes cabem. Expressamos igualmente apoio ao Painel de Alto Nível da União Africana sobre a Líbia.

11. Reiteramos nossa firme condenação ao terrorismo em todas suas formas e manifestações e enfatizamos não haver justificativa alguma a quaisquer atos de terrorismo. Acreditamos que as Nações Unidas têm papel central na coordenação de ações internacionais contra o terrorismo, de acordo com a Carta das Nações Unidas e em conformidade com os princípios e normas do direito internacional. Nesse contexto, instamos a rápida conclusão das negociações, no âmbito da Assembléia Geral da ONU, da Convenção Global sobre Terrorismo Internacional e sua adoção por todos os Estados-Membros. Estamos determinados a reforçar nossa cooperação na luta contra essa ameaça global. Manifestamos nosso compromisso de cooperar para o reforço da segurança internacional da informação. Conferiremos especial atenção à luta contra o crime cibernético.

12. Observamos que a economia mundial se está recuperando gradualmente da crise financeira, mas ainda enfrenta incertezas. As principais economias devem continuar a reforçar a coordenação de suas políticas macro-econômicas e trabalhar conjuntamente para alcançar um crescimento forte, sustentável e equilibrado.

13. Estamos empenhados em garantir que os países BRICS continuarão a ter crescimento econômico forte e sustentado, apoiado por nossa crescente cooperação nas áreas econômica, financeira e comercial, o que contribuirá para o crescimento de longo prazo estável, consistente e equilibrado da economia mundial.

14. Apoiamos o Grupo dos Vinte (G20), para que tenha papel cada vez maior nas questões de governança econômica global como o principal fórum para a cooperação econômica internacional. Esperamos da Cúpula do G20 em Cannes, em 2011, resultados positivos nos campos da economia, finanças, comércio e desenvolvimento. Apoiamos os esforços em curso dos membros do G20 para estabilizar os mercados financeiros internacionais, para conseguir um crescimento forte, sustentável e equilibrado e para atingir o crescimento e desenvolvimento da economia global. A Rússia se oferece para ser anfitriã da Cúpula do G20 em 2013. Brasil, Índia, China e África do Sul expressam sua satisfação e apreço em relação à oferta russa.

15. Instamos a que sejam atingidas de maneira rápida as metas de reforma do Fundo Monetário Internacional, acordadas em Cúpulas anteriores do G20, e reiteramos que a estrutura de direção das instituições financeiras internacionais deve refletir as mudanças na economia mundial, ampliando a voz e a representação dos países emergentes e em desenvolvimento.

16. Ao reconhecer que a crise financeira internacional evidenciou as inadequações e deficiências do sistema monetário e financeiro internacional existente, apoiamos a reforma e aperfeiçoamento do sistema monetário internacional, por meio de um sistema de reservas internacionais abrangente e capaz de proporcionar estabilidade e segurança. Vemos com satisfação o debate em curso sobre o papel dos Diretos Especiais de Saque (SDR, na sigla em inglês) no sistema monetário internacional, incluindo a composição da cesta de moedas dos SDRs. Sublinhamos a necessidade de maior atenção para os riscos que os volumosos fluxos transnacionais de capitais representam para os países emergentes. Propugnamos por reforma e supervisão regulatória financeira internacional adicional, por meio do fortalecimento da coordenação de políticas, da regulação financeira e de cooperação na supervisão, bem como por meio da promoção de um desenvolvimento consistente dos mercados financeiros globais e dos sistemas bancários.

17. A volatilidade excessiva dos preços das commodities, particularmente no caso dos alimentos e energia, apresenta novos riscos para a recuperação em curso da economia mundial. Apoiamos a comunidade internacional no reforço da cooperação para garantir a estabilidade e o forte desenvolvimento de mercados físicos, reduzindo distorções em ampliando a regulação do mercado financeiro. A comunidade internacional deve trabalhar em conjunto para aumentar a capacidade de produção, fortalecer o diálogo entre produtores e consumidores para equilibrar a oferta e a demanda e aumentar o apoio aos países em desenvolvimento em termos de financiamento e tecnologias. A regulação do mercado de derivativos de commodities deverá ser adequadamente reforçado de modo a evitar atividades capazes de desestabilizar os mercados. Também é necessário abordar o problema da escassez de informação confiável e atualizada sobre a oferta e a demanda em nível internacional, regional e nacional. O BRICS promoverá cooperação mais estreita em matéria de segurança alimentar.

18. Apoiamos o desenvolvimento e o uso de recursos energéticos renováveis. Reconhecemos o importante papel das energias renováveis como meio para fazer face à mudança do clima. Estamos convencidos da importância da cooperação e do intercâmbio de informações na área do desenvolvimento de fontes de energias renováveis.

19. A energia nuclear deverá ser elemento importante na composição da matriz energética dos países do BRICS. A cooperação internacional no desenvolvimento seguro da energia nuclear para fins pacíficos deve ter continuidade em condições de estrita observância dos pertinentes requisitos e padrões no que se refere ao desenho, construção e operação de usinas nucleares.

20. Acelerar o crescimento sustentável dos países em desenvolvimento é um dos principais desafios para o mundo. Acreditamos que o crescimento e o desenvolvimento são fundamentais para enfrentar a pobreza e alcançar as Metas de Desenvolvimento do Milênio. Erradicar a pobreza extrema e a fome é um imperativo moral, social, político e econômico da humanidade e um dos maiores desafios globais que o mundo enfrenta hoje, especialmente os países de menor desenvolvimento relativo na África e em outros continentes.

21. Instamos a comunidade internacional a implementar ativamente o documento final adotado pelo Plenário da Reunião de Alto Nível da Assembléia Geral das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento do Milênio realizada em setembro de 2010 e a alcançar as Metas de Desenvolvimento do Milênio até 2015, como previsto.

22. A mudança do clima é uma das ameaças globais que desafia comunidades e países. Brasil, China, Rússia e Índia apreciam e apóiam a África do Sul como sede da COP17/CMP7 da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima. Apoiamos os acordos de Cancún e estamos prontos a concertar esforços com a comunidade internacional com vistas à conclusão exitosa das negociações na Conferência de Durban, de acordo com o mandato do “Mapa do Caminho de Bali” e em consonância com o princípio da equidade e das responsabilidades comuns, porém diferenciadas. Nós nos comprometemos a trabalhar para um resultado global, equilibrado e vinculante com vistas a reforçar a implementação da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima e seu Protocolo de Quioto. O BRICS intensificara a cooperação na Conferência de Durban. Reforçaremos nossa cooperação pragmática com vistas a adaptar nossas economias e sociedades às mudanças do clima.

23. A realização do desenvolvimento sustentável, como ilustram a Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, a Agenda 21, o Plano de Implementação de Joanesburgo e os tratados multilaterais ambientais, deve ser importante veículo para a promoção o desenvolvimento econômico. China, Rússia, Índia e África do Sul manisfestam seu apoio para a realização no Brasil da Conferência das Nações Unidas de 2012 sobre Desenvolvimento Sustentável e estão dispostos a trabalhar com o Brasil para chegar a um compromisso político novo e alcançar resultados positivos e práticos nas áreas de crescimento econômico, desenvolvimento social e proteção ambiental no quadro do desenvolvimento sustentável. Brasil, Rússia, China e África do Sul apreciam e apóiam a Índia como sede da XI Conferência das Partes (COP-11) da Convenção sobre Diversidade Biológica e da VI Conferência das Partes – Reunião das Partes (CoP/MoP-6) do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança, a ser realizada em outubro de 2012.

24. Sublinhamos nosso firme compromisso em reforçar o diálogo e a cooperação nos domínios da proteção social, trabalho decente, igualdade de gênero, juventude e saúde pública, incluindo a luta contra o HIV / AIDS.

25. Apoiamos o desenvolvimento de infra-estruturas na África e sua industrialização no quadro da NEPAD (Nova Parceria para o Desenvolvimento da África).

26. Concordamos em continuar expandindo e aprofundando a cooperação, econômico-comercial e em investimentos entre nossos países. Encorajamos todos os países a se absterem de recorrer a medidas protecionistas. Congratulamo-nos com os resultados da reunião de Ministros do Comércio do BRICS, realizada em Sanya, em 13 de abril de 2011. Brasil, China, Índia e África do Sul continuam empenhados – e instam outros membros a segui-los – na promoção de um sistema multilateral de comércio forte, aberto e apoiado em sistema multilateral baseado em regras e centrado na organização mundial de comércio. Da mesma forma, defendem a conclusão bem sucedida, abrangente e equilibrada da Rodada de Doha de desenvolvimento, a partir dos progressos já alcançados e em consonância com seu mandato de promoção do desenvolvimento. Brasil, Índia, China e África do Sul estendem seu total apoio para a rápida adesão da Rússia à Organização Mundial do Comércio.

27. Analisamos os progressos da cooperação no BRICS em vários campos e compartilhamos a percepção de que essa cooperação tem sido enriquecedora e mutuamente benéfica e que há um vasto campo para o estreitamento da cooperação no âmbito do BRICS. Estamos concentrados na consolidação da cooperação intra-BRICS e no desenvolvimento de uma agenda própria. Estamos determinados a traduzir nossa visão política em ações concretas e endossamos o Plano de Ação em anexo, que servirá como base para a cooperação futura. Revisaremos a implementação do Plano de Ação durante nossa próxima Reunião de Cúpula.

28. Tencionamos explorar a cooperação na esfera da ciência, tecnologia e inovação, incluindo a utilização pacífica do espaço exterior. Felicitamos o povo russo e o governo sobre o 50 º aniversário do vôo de Yuri Gagarin ao espaço, que inaugurou uma nova era no desenvolvimento da ciência e da tecnologia.

29. Expressamos nossa confiança no sucesso da Universíada de 2011, em Shenzhen; os Jogos Mundiais Estudantis de 2013, em Kazan; os Jogos Olímpicos da Juventude em Nanjing, em 2014; os Jogos Olímpicos de Inverno e Jogos Paraolímpicos em Sochi, em 2014; a Copa do Mundo da FIFA no Brasil, em 2014; os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos no Rio de Janeiro, em 2016; e da Copa do Mundo da FIFA de 2018, na Rússia.

30. Estendemos nossas mais profundas condolências ao povo do Japão pela grande perda de vidas na catástrofe que assolou o país. Continuamos a apoiar o Japão a superar as consequências dessas catástrofes.

31. Os líderes de Brasil, Rússia, Índia e África do Sul estendem seus mais sinceros agradecimentos à China por sediar a Reunião de Cúpula do BRICS e ao Governo Provincial de Hainan e ao Governo Municipal de Sanya e a seu povo por seu apoio ao encontro.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Nosso Comentário:

Realmente o mundo está se transformando e o Brasil está bem no centro do palco junto com outros protagonistas, e isso parece irreversivel!

Finalmente podemos sair da condição de periferia do poder de outros países para sermos o ponto central de nossa própria influencia, coisa que incomoda muitos por aqui, sendo que estes prefeririam um Brasil ainda submisso à influencia de outros países, mas agora estamos caminhando verso uma nossa independência em todos os sentidos, e isso é a coisa mais importante do que o sentimento e ação de vira-latas por ai!!

Chegou a hora de fazermos a nossa Área de Influencia no mundo, o que poderia bater de frente com os interesses de outros países principalmente das potências com armas nucleares, o que nos traz a realidade que sem armas nucleares o Brasil não terá nenhum peso Político-Militar de relevo, mas será somente um "Aceito" pelos novos amigos do BRICS, e considerado "Mais Um" pelos velhos poderes ocidentais. Mesmo assim estamos no caminho certo para aumentar a nossa influencia no mundo, com o tempo alcançaremos também maiores capacidades militares, mas por enquanto esta estrada que trilhamos hoje é correta, melhor ter como amigos diplomáticos e econômicos grandes países com poder militar e financeiro como a Rússia e a China, este último que segundo alguns será 1° economia do mundo dentro de 10-15 anos, do que ficar sempre como um capacho servil de nação ocidental pendurado pela escravidão do Dollar!!

Valeu!!

FRANCOORP
.
.
.
.

11 de abr de 2011

Passamos das 1.000 Visualizações em um único dia !!


Ontem dia 10/04/2011 o BLOG DO FRANCOORP teve pela primeira vez mais de 1.000 Visualizações em apenas um dia, sei que para muitos por ai isso não vale nada pois tem 10.000- 20.000 visualizações por dia, mas pra mim que sei quanto custou trabalhar neste BLOG e fazê-lo crescer tendo sempre uma boa qualidade, mais de MIL visualizações por dia é uma alegria e tanto!!!

E tudo isso graças aos visitantes que gostaram do trabalho e vendo que mais de 62% deles retorna ao Blog, O Meu Muito Obrigado a todos os que acessam e gostam do Blog do Francoorp, OBRIGADO!!!

Vejam abaixo na imagem, clique para abri-la, que as visualizações segundo as estatísticas do próprio Blogger, que é a administradora de hospedagem do Google Blogger, tivemos ontem 1.200 Visualizações!!!


Realmente é motivo de festa pra mim e para todos os que procuram conhecimento aqui no Blog, que desprezam os que pregam o ódio Político por ai e ainda mais o protecionismo de algumas mentalidades ideológicas, a perseguição de suas idéias pois essas minam as crenças alheias e até mesmo aplicam a censura privada em seus Blogs, Sítios e Fóruns pela internet.

Essa eu considero mais uma vitória dos que buscam conhecimento verdadeiro e não propagandas pré-fabricadas. Festa para todos os que procuram a verdade e não se acham os donos dela!!


Já tinha notado que o Blog estava em ascensão quando vi que o numero de seguidores somente crescia de semana em semana, e eu agradeço a estes amigos que nos seguem pois eles são os mais sedentos de conhecimento, que seja aqui no Blog, no Twitter, no Facebook ou no Orkut, todos os que seguem o Blog querem cultura e conhecimento, isso é claro, sendo que aqui não é postado mensagens de Humorismo, chacota ou outras coisas deste tipo, mas documentários, Imagens e Artigos bem racionalizados, sem carga político-propagandista como todos já notaram, aqui no BLOG não tem bandeira política, basta ler as matérias aqui arquivadas, principalmente as que estão na pasta: Matérias do Francoorp!!!


E se tudo estiver bem e eu estiver ainda vivo, obviamente, teremos mais e mais material para que todos os leitores se deliciem com novas matérias, videos, imagens e reportagens.

Veja abaixo o aumento das visualizações de forma cronológica.... basta clicar para abrir:













E HOJE ESTAMOS COM MAIS DE 900 até as horas 18:00... Faltam ainda algumas horas para acabar o dia, será que teremos ainda mais visualizações hoje???


E assim saímos de 200-300 visualizações por dia para 1.200, Quase 6 vezes mais!!!

Temos o Gráfico de visualizações do mês que mostra o Blog do Francoorp estável no crescimento dos acessos, sempre beirando os MIL por dia, mas ainda não realizados antes de ontem dia10/04/2011:


Se olharmos o Gráfico histórico completo vemos que a crescimento é continuo e freqüente... Parece até uma decolagem na Ultima parte!!

Na ultima parte do Gráfico tem esta queda visível mas isso tem nada a ver com o todo do histórico, pois refere-se ao mês de Abril até o dia de hoje, e não ao mês de Abril como um todo, os outros meses estão completos com todos os dias contados, Abril ainda não, por isso esta queda no Gráfico; e vendo que estamos novamente beirando as MIL por dia hoje, e por quase todo o mês até agora, parece que a expectativa é de crescimento para este mês também... vamos ver se assim será...



Antes muitos visitantes apareciam por aqui somente para assistir aos Documentários, agora vejo que muitos estão também abrindo as outras paginas do Blog e vendo outras coisas, e notei também um aumento nas visualizações da pagina "MATERIAS DO FRANCOORP" e "UNIVERSO E ESPAçO"... e assim decidi aumentar o numero de matérias para estas duas pastas, onde em breve publicarei uma inteira série sobre os novos Planetas Extra-Solares descobertos recentemente, mas pode demorar um pouco, pois para cada planeta, e são mais de 500 onde espero postar pelo menos os 100 mais importantes e conhecidos; necessitará de muitas horas de pesquisa, que devem ser bem realizadas e profundamente analisadas para se evitar erros que podem comprometer o material, pois quero que este trabalho vire fonte de pesquisa no Brasil, vendo que não tem praticamente nada a respeito em português, a exceção de matérias muito genéricas e superficiais, e acho que pode ser importante isso... e ja digo logo que a matéria é complicada e requer muita atenção, testei o tema com a postagem "A Águia da Galáxia" que está na pagina Universo e Espaço, e me senti muito bem fazendo-a, e notei que está de fácil compreensão... mas tenho que procurar simplificar ao máximo para que o entendimento possa ser mais acessível aos que não conhecem o tema!!

O Ponto é que não sei bem onde arquivar este material aqui no Blog, sendo que serão Matérias do Francoorp e também Universo e Espaço em uma coisa so... mas este é somente um detalhe de pouca conta vendo o que espera-se de trabalho...

Mas por enquanto vamos comemorar essa linha de chegada do Blog nas mais de MIL Visualizações em um dia!!!


Tenho também que esclarecer que com todo este trabalho para fazer a noite, ficará menos tempo para trabalhar os apreciados Vídeo Documentário, mas posso dizer que pelo menos um Titulo ao dia eu vou tentar postar ou preparar, não vai dar mais pra ficar das 18:00 às 02-03:00 da madruga fazendo isso, mas uma ou duas horas por dia pode até ser... mas não será a prioridade por um tempo, mas vou continuar postando pra vocês.

E então agora é preparar tudo para um novo ciclo de crescimento, e espero alcançar as 3 mil por dia dentro de 6 meses... vai ser difícil, mas vou continuar dando duro aqui no Blog pra trazer postagens de bom nível de conhecimento e cultura como procuro fazer sempre, e você que freqüenta o Blog sabe disso!


Mas vamos continuar no espírito festivo que hoje representa...




Quero dizer que a decisão de colocar publicidade aqui no Blog não foi fácil, mas existe uma razão pra isso que vos digo agora, um dos meus novos objetivos é comprar um domínio e hospedar o material em sitio verdadeiro, abandonando o Blogger, e assim tenho esperança que as publicidades possam ajudar nesse sentido, e por isso as coloquei, mas vejo que não vai dar tão cedo, pois o numero de "Clicks" é muito baixo e o ganho 0,00 é muito freqüente, alias é a regra quase absoluta!!

Coloquei também os botões de doação pra isso, mas vejo que os sítios que recebem doações são aqueles que oferecem algo que pode-se descarregar no seu PC como filmes, musicas, DOC's, e aqui não tem nada disso... pecado mas não é a minha área de atuação.

Bem, com certeza mais cedo ou mais tarde conseguirei isso tudo, mesmo que com meus meios pessoais, o ponto é que a "Patroa" ja falou que não quer saber de me ver gastando com Blog ou coisa assim, eu ja passo tempo demais na frente do computador segundo ela pra ter que ficar gastando... hehe, normal, por isso coloquei estes sistemas ai pra ver se o Blog gera o que serve pra ele mesmo crescer, e espero que isso aconteça, e nesse meio tempo vamos preparando uma outra comemoração!!!


Valeu e espero que continuem gostando do Blog e que aumentem as visitas, e deixemos que os Mentirosos, Perseguidores, Lobbystas e Caluniadores permaneçam sempre bem longe de nossas mentes, nós queremos pensar sozinhos e somente precisamos acreditar na verdade e não da distorção desta!!

Valeu!!

FRANCOORP
.
.
.
.
.

8 de abr de 2011

Promoções de Oficiais Generais na FAB. 2011


A nossa mais profunda felicitação aos novos Oficiais Generais que comandarão as bases e as maiores instituições da Força Aérea Brasileira pelos Próximos anos, que a iluminação, a perseverança, a disciplina e a realização façam parte do cotidiano da Força por estes anos, que a Harmonia seja o comandante supremo onde o trabalho e a concretização dos esforços sejam as realidades da nova FAB.


Que a FAB cresça e fique mais forte e mais potente para melhorar a defesa aérea de nossa nação!


Congratulações ao novo comando Geral da FAB!

Fonte: http://www.fab.mil.br/portal/cabine/publicacoes/Notaer04_2011.pdf



Francoorp.
.
.
.
Agora com vocês os Novos Oficiais Generais da FAB: